16 de janeiro de 2010

Sócrates diz que Governo nao quer aumentar os impostos..

Desconfio que o nosso primeiro-ministro anda a preparar a opinião pública para o que sabemos que vai acontecer: a subida de impostos. Depois da política ruinosa em que não houve uma única medida capaz de apoiar o desenvolvimento da economia e prepará-la para crises que vieram a acontecer, baixaram as receitas do IRS, do IRC e o IVA (menos emprego, menos transacções). A curto prazo a solução para pagar os encargos do Estado é o aumento de impostos. E vão dizendo que a culpa é da oposição que está a fazer exigências orçamentais que só podem ser satisfeitas com o aumento de impostos. O bode expiatório é a oposição. Acontece que com o aumento dos impostos (IRS e IVA) diminui o rendimento das famílias, diminui a margem de lucro de muitas pequenas empresas que já estão nos limites de sobrevivência. Se crise havia, perspectivo que pior crise virá. Estamos em crise em Portugal desde 2002/2003, a crise internacional agravou-a, é um facto. Mas entre 2005 e a actualidade, Sócrates foi propagandeando a excelência do seu governo e tentando convencer os portugueses que a sua política era um sucesso. É desonestidade política tentar apresentar uma situação superior à realidade apenas com a intenção de segurar o eleitorado e o poder.

Sem comentários:

Enviar um comentário